quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

A lua já mostrou o seu lado escuro?

SERÁ QUE A LUA MUDOU A SUA FACE VISÍVEL?
Há milhares de milhões de anos atrás, a Lua poderá ter realizado o seu derradeiro "volte-face", quando um asteróide alternou a face visível da Terra.
O lado escuro da Lua nunca se mostra à Terra, porque a Lua roda uma vez por cada órbita que completa em torno da Terra. Mas uma análise das crateras de impacto mostra que o lado escuro pode já ter estado apontado na nossa direcção.


O lado visível da Lua. Crédito: NASA, Wikipedia
(clica na imagem para ver versão maior)


A face oculta da Lua.
Crédito: NASA, Wikipedia
(clique na imagem para ver versão maior)
Mark Wieczorek e Matthieu Le Feuvre do Instituto de Paris para a Física Terrestre em França estudaram a idade relativa e distribuição de 46 crateras conhecidas, formadas por impactos de detritos originários da cintura de asteróides do Sistema Solar.
De acordo com simulações computacionais, o hemisfério Oeste da Lua, visto da Terra, deveria ter cerca de 30% mais crateras que o hemisfério Este. Isto é porque o hemisfério Oeste tem sempre a sua face na direcção da órbita da Lua, o que o torna mais favorável a impactos, pela mesma razão que um maior número de gotas de chuva atingem o vidro da frente de um carro em movimento do que o vidro de trás.
No entanto, quando Wieczorek e Le Feuvre compararam as idades relativas das crateras, usando dados da sequência na qual o material ejectado foi depositado na superfície, descobriram que a verdade era a oposta. Embora a mais jovem das bacias de impacto estivesse concentrada no hemisfério Oeste, como esperado, as crateras mais antigas estavam na sua maioria concentrada no hemisfério Este. Isto sugere que a face Este foi uma vez mais bombardeada que a face Oeste.
Isto pode ser explicado se um grande impacto de um asteróide pôs a Lua em movimento. Tal impacto teria perturbado bastante a velocidade de rotação do satélite, que durante milhares de anos pareceria estar a virar-se lentamente do ponto de vista da Terra. Eventualmente, ficaria na posição actual.
As amostras de rocha recolhidas a partir de crateras formadas por uma colisão grande o suficiente sugerem que a Lua mudou de face visível há mais de 3,9 mil milhões de anos atrás, afirma Wieczorek. Sondas asiáticas actualmente em órbita da Lua poderão revelar mais crateras que possam suportar a ideia de "volte-face".



Fonte da notícia: Astronomia On-Line

1 comentário:

milena disse...

eu quero saber as faces da lua