segunda-feira, 13 de abril de 2009

O império das formigas

Tirando os humanos, poucos organismos colonizaram o nosso planeta de forma tão eficaz como as formigas. Os fotógrafos Heidi e Hans-Jürgen Koch mostram-nos a espectacular vida secreta destes insectos sociais.

Um Tesouro de Proteínas. Esta Formica polyctena, muito comum nas florestas europeias, encontrou o cadáver de uma libelinha. Quando relatar o achado, um exército de companheiras acudirá ao local para o desfazer em pedaços e transportá-lo para o formigueiro. © H.&H.-J. Koch/animal-affairs.com.

Heidi e Hans-Jürgen Koch andam há mais de duas décadas a captar as mil e uma facetas da fauna doméstica e selvagem. E são bons, mesmo muito bons. De facto, entre outros Galardões, o seu trabalho mereceu o reconhecimento do World Press Photo, o concurso de fotografia mais prestigiado do mundo. É evidente que este casal alemão forma uma boa equipa. Entre os dois, encarregam-se praticamente da totalidade da produção, das suas obras, desde a busca de exemplares até à edição das imagens.
O seu último trabalho debruça-se sobre o mundo das formigas. Embora vistos de perto estes insectos possuam um certo ar alienígena, a verdade é que, milhões de anos antes de surgirem os primeiros Homo sapiens, eles já sabiam organizar-se em sociedades complexas e estruturadas.
Crê-se que as cerca de 14 mil espécies conhecidas de formigas evoluíram a partir de um antepassado que viveu em meados do cretácio, há uns 120 milhões de anos. Desde então, adaptaram-se e actualmente, à excepção da Antárctida e de algumas ilhas, ocupam todas as zonas terrestres do Planeta. O segredo deste êxito talvez resida na sua habilidade para se coordenarem e fundarem novas colónias, que podem albergar desde algumas dúzias a milhões de indivíduos. Uma das maiores que se conhecem cobre 6000 quilómetros de costa, desde Portugal ao norte de Itália. Em geral, estas super-estruturas organizam-se em torno de uma rainha, maior e mais longeva (podem chegar até aos 30 anos) que as operárias. Estas encarregam-se de praticamente tudo no formigueiro, desde cuidar das pupas até obter alimentos, para o que desenvolveram estratégias muito sofisticadas. De facto, segundo os entomólogos Ted Schultz e Sean Brady, do Museu Smithsonian de História Natural (Estados Unidos), várias espécies aprenderam a cultivar fungos há 50 milhões e aperfeiçoaram a técnica até ao ponto de terem os seus próprios “jardins” que exploram como verdadeiros agricultadores.
Onde está o Wallie? Desculpem , onde está a Formiga?

A extraordinária organização revelada pelas formigas carpinteiras Camponotus fellah chamou a atenção dos investigadores da Universidadede Lausanne ( Suíça) que as etiquetaram para descobrir qual o papel de cada uma.© H.&H.-J. Koch/animal-affairs.com.


Pausa para beber:
Uma gota de água é um improvisado banquete para estas formigas da floresta, cujo comprimento ronda os 5 mm . © H.&H.-J. Koch/animal-affairs.com .



Competição pela água:


Estas formigas vermelhas bebem de uma gota de água que pende de uma folha. Tal como nós os himenópteros necessitam do líquido vital para sobreviver.© H.&H.-J. Koch/animal-affairs.com.




E uma casinha muito saborosa:


Em 2003 a NASA desenvolveu um gel especial translúcido que simultaneamente servia de habitat e de alimento para um grupo de formigas. Assim, os austronautas podiam estudar facilmente o seu comportamento num ambiente de microgravidade. © H.&H.-J. Koch/animal-affairs.com.



No calor da maternidade:

As operárias transportam as pupas para as zonas do ninho com as condições mais favoráveis. No interior das pupas, o insecto desenvolve a morfologia que apresentará na fase adulta. Após a eclosão, as formigas levam alguns dias a "endurecer" o revestimento e a adquirir a sua coloração definitiva.© H.&H.-J. Koch/animal-affairs.com

Pupas da formiga Ochetellus (Victoria, Austrália)

Farmácia às costas:

Algumas espécies de formigas colhem resina das árvores. Esta substância fortalece o seu sistema imunitário e permite-lhes resistir melhor às bacterias.


Fonte da notícia:
Para saber mais:http://www.antweb.org/

1 comentário:

Thiago disse...

olá, tenho um blog sobre formigas e preciso de parceiros, gostaria de saber se tem algum interesse

formigueiross.blogspot.com